Soldado dispara em suspeito no Museu do Louvre; governo francês vê caráter terrorista

Suspeito, que gritou ‘Allahu Akbar’ (Alá é grande), ficou gravemente ferido. Premiê afirma que ataque tem visível caráter terrorista.

Um soldado francês disparou contra um homem armado com uma faca no Carrousel do Louvre, que é o centro comercial subterrâneo do museu, em Paris, na manhã desta sexta-feira (3). O suspeito chegou a atacar o policial. O governo diz que agressão é um “visível” ataque de caráter terrorista.

Um policial teria dado cinco disparos. O suspeito foi atingido na barriga e ficou gravemente ferido, mas permaneceu consciente, de acordo com o jornal francês “Le Monde”.

O jornal “Le Monde” afirma que o policial, que faz parte da operação Sentinelle, ficou ferido no antebraço. O periódico diz ainda que o suspeito levava dois facões.

O Ministério do Interior afirmou que o incidente é considerado grave. A polícia francesa confirmou que o suspeito fez ameaças e gritou “Allahu Akbar” (“Alá é grande”, em árabe).

Segundo a polícia, o incidente ocorreu por volta das 10h (hora local, 7h em Brasília) quando o suspeito, que carregava duas mochilas nas costas, desceu na praça do Carrousel e seguiu em direção ao Louvre. O agressor foi em direção a policiais e militares gritando “Allahu Akbar”.

O chefe da polícia de Paris afirmou que observações levam a acreditar que o homem queria realizar um ataque terrorista. O primeiro-ministro francês, Bernard Cazeneuve, disse que a agressão no Louvre é um “visível” ataque de caráter terrorista.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s