François Hollande concede redução de pena a mulher presa por matar marido violento

Indulto do Presidente francês vai permitir a Jacqueline Sauvage, de 68 anos e condenada a dez anos de prisão em 2014, regressar a casa já em abril

O Presidente francês, François Hollande, concedeu hoje um indulto a uma mulher presa há 10 anos por homicídio do marido, que a maltratou durante décadas, anunciou hoje o Palácio do Eliseu.

“Confrontado com um caso humano excecional, o Presidente quis tornar possível para [Jacqueline] Sauvage o regresso a casa para junto da sua família o mais rapidamente possível”, declarou o gabinete de Hollande, em comunicado, citado pela AFP.

O caso de Sauvage, de 68 anos, tornou-se célebre em França, com mais de 400 mil pessoas a assinarem uma petição que exigia a sua libertação.

O Presidente François Hollande reuniu-se com as filhas e advogados de Jacqueline Sauvage na sexta-feira.

Sauvage foi casada durante 47 anos com Norbert Marot, um alcoólatra violento que violou e espancou a mulher agora indultada e as três filhas, tendo também abusado do filho.

A 10 de setembro de 2012, um dia depois de o seu filho se ter enforcado, Sauvage matou o seu marido com três tiros de espingarda nas costas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s